Menu
Busca sexta, 17 de agosto de 2018
Prefeitura Festa do Folclore- 13 de agosto a 19 de setembro
Investigação

Ação conjunta entre as Polícias Civis de Paulicéia-SP e Brasilândia-MS resulta de apreensão de defensivos avaliados em R$ 50 mil

O valor total do material apreendido nas duas ações pode ultrapassar o valor de R$ 100.000,00

15 maio 2018 - 21h26Por Celso Daniel

Após a apreensão de uma carga defensivos agrícolas sem origem lícita comprovada, efetuada pela Polícia Militar de Brasilândia na madrugada desta terça-feira (15) e que resultou na prisão em flagrante delito devum homem de 45 anos, a Polícia Civil iniciou investigações e descobriu que o criminoso possuía um depósito de defensivos de origem ilícita na casa da namorada, na cidade de Paulicéia-SP.

Diante dessa informação uma equipe da Polícia Civil foi até o município vizinho e com o auxílio da Polícia Civil de Paulicéia-SP, conseguiu identificar a namorada do suspeito e endereço.

 

No local havia um cômodo, do lado externo da casa, onde foram apreendidos cerca de 200 quilos de defensivos (herbicidas, inseticidas e fertilizantes) avaliados em cerca de R$ 50.000,00. A mulher, que namorava o autor há dois anos, disse que nos últimos dias ele solicitou que ela guardasse os defensivos em sua casa, sem justificar a origem. Ela afirmou não ter desconfiado de nada por que ele sempre disse que residia em um sítio em Brasilândia-MS e que usava os produtos na lavoura.

O material foi encaminhado para a Delegacia de Brasilândia-MS, somando-se ao material que foi apreendido na ação da PM.


A Polícia Civil iniciou um trabalho de levantamento de dados para rastrear a origem dos defensivos apreendidos. O valor total do material apreendido nas duas ações pode ultrapassar o valor de R$ 100.000,00.

O homem foi autuado em flagrante por crime ambiental, pois transportava o produto perigoso ou nocivo à saúde sem a devida licença ambiental. Foi arbitrada uma fiança criminal no valor de 10 salários mínimos. O preso permanece recolhido, posto não ter pago o valor arbitrado até a comunicação da prisão ao Poder Judiciário.

A Polícia Civil pede para que a população denuncie a prática de crimes, o que pode ser feito por telefone do Setor de Investigações Gerais (999879169 -  WhatsApp ). O anonimato é garantido.

Thiago José Passos da Silva
Delegado de Polícia

Leia Também

Meu bairro Limpo
“Meu Bairro Limpo” chega a mais cinco bairros de Três Lagoas e acontece apenas na sexta-feira
Cultura
População elogia primeiro dia da 30ª Festa do Folclore de Três Lagoas
Atenção!
Prefeitura de Três Lagoas convoca candidatos aprovados no Concurso Público/2014
Na 1° DP
Suspeito de matar amigo a pedradas se entrega á Polícia em Três Lagoas